Livro de jornalista brasileira na Alemanha faz sucesso e se transforma em filme!

Nur die Edelsteine kommen aus Brasilien”, em português : „Somente as pedras preciosas vêm do Brasil”. Este é o título do livro da escritora e jornalista brasileira Adriana Nunes que mora nas terras germânicas há mais de 20 anos. No livro a autora apresenta 31 histórias reais de brasileiros que vivem ou viveram na Alemanha. São eles políticos, empresários, músicos, jogadores de futebol, dançarinos, estudantes, intercambistas, são brasileiros de todas as classes sociais, de todas as partes do Brasil em diferentes cidades da Alemanha.

Imigração, choque cultural, integração cultural, saudades da pátria, frustrações, clichês, preconceitos, busca da identidade cultural. Amores e desilusões, estudo, amizade e trabalho em terra “estranha”. Estes são alguns dos temas abordados no livro. ” É um caleidóscopio de experiências distintas, mas todas igualmente ricas”, afirma Adriana Nunes.

O livro que teve a sua publicação em 2001 ganha espaço no cinema alemão. Adriana explica que a idéia de levar o livro para o cinema, surgiu de um encontro com o ator carioca Alex Mello. O ator esteve em uma das apresentações literárias de Adriana na Alemanha, logo surgiu a inspiração de transformar o livro em um filme e contar a história de imigrantes brasileiros na Alemanha. O projeto agradou Adriana e logo começou o processo de releitura das histórias do livro e a escolha de algumas delas para o roteiro do filme, estas foram escolhidas junto com o cantor de ópera baiano, Maurício Virgens.

O projeto teve apoio do cineastra Joerg Kobel que realizou o roteiro com o ator Alex Mello. A produção independente foi financiada com a ajuda do público, através de recursos de financiamentos coletivos na internet e apoio da Universidade Antropósofica Alanus.

Filme “Retorno” – Inspirado no livro de Adriana Nunes, “Nur die Edelsteine kommen aus Brasilien”- Viagens Pelo Mundo Alemanha

O filme foi intitulado “Retorno” e conta ainda com a participação especial de atores brasileiros da TV Globo, como o ator mirim João Paulo Rufino e a atriz Solange Couto. As gravações do filme foram feitas na Alemanha, na cidade de Bonn e Colônia e no Brasil, no Rio de Janeiro. Adriana conta que também faz uma pequena participação em uma das cenas no filme. O filme está em fase de edição, e a previsão de lançamento nas telas dos cinemas alemães é para 2015.

 Entrevista com a Adriana Nunes

Adriana contou um pouco sobre alguns fatores que dificultam a integração cultural na Alemanha, assunto discutido no livro. Recomendo que comprem o livro, é muito interessante, tanto para aqueles que querem morar ou realizar um intercâmbio na Alemanha, quanto para os “naturalizados germanófilos”.

Integração Cultural na Alemanha

Em cada história do livro, Adriana esclarece que apesar dos brasileiros serem muito abertos para aprender a língua e a conviver com os alemães, a integração cultural ainda assim, pode se tornar muito difícil. Os motivos são vários:

Discriminação no mercado de trabalho

“Muitos sofrem com discriminação no mercado de trabalho, por não terem qualificação suficiente ou não terem o domínio da língua e acabam vivendo de sub-emprego. Para Adriana a burocracia é um outro fator que dificulta a entrada do migrante brasileiro no mercado de trabalho alemão. “Muitos migrantes altamente qualificados têm que mudar de profissão e começar tudo de novo na Alemanha, pois a maioria dos diplomas dos países de origem não são reconhecidos. A Alemanha ainda não tem uma política de imigração que favoreça de fato o acolhimento e a integração de estrangeiros altamente qualificados.

Além do preconceito e da tendência dos empregadores alemães favorecerem primeiro os alemães e depois os europeus, em detrimento de outras nacionalidades, muitos acabam vivendo do sub-emprego. Existe também a fluência do idioma, pois muitos não possuem o domínio da língua, e isso dificulta também a entrada no mercado de trabalho.

Comunicação

“Uma das dificuldades é compreender os códigos culturais de uma sociedade que às vezes pode ser muito hermética para os migrantes. Muitas frustrações ou problemas advêm do choque cultural, da não compreensão do outro, ou de discriminações sofridas ou empecilhos burocráticos”.

Clima & Saudade do Brasil

Alguns brasileiros sofrem muito com o inverno rigoroso alemão, o tempo muito frio e escuro (Fato que acaba favorecendo o aumento da melancolia, depressão).

“Existem brasileiros que vivem na Alemanha há anos, mas ainda sonham em voltar para o Brasil, se sentem bem apenas com a comida, a música e os costumes brasileiros e nunca estão em casa na Alemanha”.

Disciplina

Este fator não foi relatado na entrevista, mas existem histórias no livro sobre o assunto, como por exemplo a dificuldades de alguns brasileiros terem disciplina. Tanto com horários, como para estudar ou no viver social com as amizades alemãs. Para ter amigos na Alemanha não é tão fácil, é preciso de muita dedicação, investimento, tempo, pontualidade. A disciplina é fundamental para se adquirir respeito do outro e absorver confiança. Não existe tanta espontaneidade na cultura alemã. Portanto não espere um convite “em cima da hora” para visitar um amigo. Para eventos, passeios e encontros é preciso marcar horário. Se for convidado para uma festa, você receberá o convite com semanas de antecedência, e a resposta precisa ser dada também com bastante antecedência para que tudo seja organizado pontualmente. Não chegue atrasado, caso tenha um atraso, é preciso telefonar para o amigo e dizer exatamente em quanto tempo você poderá estar no lugar marcado. Se você se adequar a esta disciplina, você terá amizades eternas.

Adaptação?!

Relatos no livro contam também histórias positivas de brasileiros de sucesso, que romperam barreiras e se tornaram empresários bem sucedidos e se integraram bem nas terras germânicas. “Muitos se sentem em casa na tranqulidade de alguma pequena cidade na Alemanha e felizes por estarem fora do caos do trânsito e dos preços exorbitantes do Brasil, estas pessoas descobriram que “casa” é o lugar que lhes permite viver com dignidade e paz de espírito e não no lugar onde se nasce”, esclarece Adriana.

“Para mim, a Alemanha é minha casa”

A escritora não relata a sua própria história no livro, mas ela é um exemplo de uma brasileira de sucesso na Alemanha. Ao questionar sobre sua identificação com algum personagem do livro, ela logo responde. “Me identifico demais com a ingenuidade inicial de alguns deles que achavam que basta chegar aqui que, com um pouco de sorte e talento, se consegue logo uma boa colocação profissional. Não é bem assim, o mercado de trabalho é altamente concorrido e os empregos bem remunerados e estáveis estão ficando cada vez mais raros. Eu precisei de um bom tempo para compreender essa realidade, não foi fácil, tive que estudar com muito afinco a língua alemã, me dedicar aos estudos na universidade, foram muitas noites perdidas até conseguir meu diploma na Alemanha”, desabafa.

Para viver na Alemanha é preciso estar disposto a enfrentar desafios culturais. Adriana Nunes é formada em jornalismo no Brasil, estudou novamente na Alemanha e se formou em germanística, cinema e televisão. Trabalhou como jornalista na Deutsche Welle, local da sua inspiração para o livro. Determinada a novos desafios, Adriana mudou de profissão, e atualmente trabalha para a agência GIZ, na área de cooperação internacional. “Hoje em dia me sinto bem integrada à Alemanha, tenho um trabalho que me gratifica, faço muitas leituras com o livro, adoro o ambiente cultural alemão, gosto de frequentar os museus, galerias, concertos, festivais de teatro. E curto muito flanar pelas ruas do país. Para mim, Alemanha é minha casa.

Eu realizei o sorteio do livro no Blog, veja quem foi o (a) ganhador (a)

Livro: Nur die Edelsteine kommen aus Brasilien de Adriana Nunes-  Filme: Retorno direção de Joerg Koebel Viagens Pelo Mundo Alex Mello Atores da Globo: Solange Couto E João Paulo Rufino
Livro: Nur die Edelsteine kommen aus Brasilien de Adriana Nunes-
Filme: Retorno direção de Joerg Koebel
Viagens Pelo Mundo
Alex Mello
Atores da Globo: Solange Couto E João Paulo Rufino

Blog que Adriana Nunes escreve: Tudo sobre minha mãe

Onde comprar o livro?

O livro pode ser adquirido na editora EOS Verlag ou pelo Amazon.

Anúncios

11 comentários

  1. Republicou isso em LINGUACULTURAe comentado:
    Você já ouviu falar do livro da brasileira Adriana Nunes “Nur die Edelsteine kommen aus Brasilien” (Brasilianer in Deutschland)? O livro fez tanto sucesso que agora vai virar filme! Leia mais sobre Adriana, seu livro, o filme e sobre os brasileiros na Alemanha! Onde? No artigo do Blog da jornalista brasileira Cristiane Wendel logo abaixo. Boa leitura!

      • Oi Cris! Estudei em Tübingen até 2006. 2007 só ia para os exames. Foi um tempo muito difícil, de muito estudo e correria. Mas, no final, sai com o diploma na mão, aliviada e feliz.
        Que bom que gostou do meu blog também 🙂 Fico contente que esteja seguindo o LINGUACULTURA. Poderíamos criar uma parceria, Cris. O que você acha? Poderíamos, por exemplo, colocar propaganda no blog uma da outra. Tipo: Blogs que curtimos/indicamos/seguimos ou algo assim. Que tal?

      • Oi Fabia ! Feliz 2016! 🙂 Espero que esteja tudo bem com vc! Fiquei um tempo sem escrever no blog, pois tive minha primeira filha, e agora estou voltando a escrever e publicar os artigos de algumas viagens. Claro que podemos fazer uma parceria, com prazer! Já vou lhe inserir na link “Recomendo”. Obrigada por gostar tb do meu trabalho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s